Validando ideias

Recentemente escrevi sobre como tenho o desejo de criar um ambiente de trabalho descontraído mas com pessoas que tem compromisso com o que fazem. Porém, eu tenho a ciência de que toda ideia, seja boa ou ruim, precisa de uma validação, que normalmente vem de uma ideia contrária.

Por que estou dizendo isto? Esta semana, num dos raríssimos momentos onde eu acesso o facebook, vi um post compartilhado por um ex-gerente, que está morando há algum tempo na Alemanha. O post falava sobre como os alemães são mais produtivos em menos horas de trabalho.

De maneira ridiculamente resumida, o que eles fazem é retirar tudo o que não é trabalho de seu “dia útil”. Desta forma eles criam uma separação muito clara do que é trabalho e do que é diversão, trabalham menos horas, conseguem passar mais tempo com a família e, assim, são mais produtivos.

Isso vai um pouco contra o que eu escrevi e o que eu acredito, mas preciso dizer que fui seriamente tentado a concordar com seu estilo de trabalho. Pensei o quão importante para o funcionário é passar mais tempo com a família, trabalhar menos horas e, produzindo mais, sentir-se mais realizado. Pensei em quantas horas extras tenho feito e o quanto isso me abala, tanto fisicamente quanto emocionalmente. Ponderei um pouco se não seria melhor algo mais metódico, mais controlado, que me permitisse chegar em casa todos os dias no mesmo horário.

Por outro lado, pensei no quanto deve ser chato o dia a dia sem uma pausa, sem uma conversa mais informal com o time e o quanto isso afasta as pessoas. A proximidade dos funcionários, que acontece durante um café, num momento de descontração, em qualquer hora do dia, é fundamental para a construção de um time.

Durante o período em que trabalhei numa instituição mais formal, lembro-me do quanto era difícil passar aquelas horas na empresa. Comparo com o ritmo de trabalho que tenho hoje e não tenho dúvidas da minha escolha: eu sou a favor da descontração compromissada.

Isso me leva à conclusão deste post: não posso afirmar que o modo alemão é melhor ou pior que a descontração compromissada, posso apenas dizer em qual eu me encaixo melhor. Isso pode ser diferente para você, sem problemas. O que você precisa é encontrar um lugar onde sinta-se bem, seja num ambiente mais formal ou num ambiente informal.

Quer saber mais sobre como os alemães produzem mais em menos tempo? Dá uma lida neste post do knote.

Valeu.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s