Eu sou um péssimo profissional

Existem alguns autores do mundo ágil que todos os que trabalham na área deveriam conhecer: Mike Cohn, Jurgen Apelo, André Maldonado, entre outros.

Eu estava lendo um artigo destes que falava sobre o sprint planning. Era um post muito simples, muito superficial sobre o assunto.

Não estou criticando o fato do post ser superficial, a grande questão é que o planning realmente é muito simples, então o autor não teria muito realmente para discorrer sobre ele.

Pensando rapidamente, o planning é o seguinte:

  • Avaliar quais estórias entrarão na sprint;
  • Definir a meta da sprint;
  • Quebrar estas estórias em tarefas;

Pode ser que você faça as coisas em outra ordem, tenha passos a mais ou a menos, mas é mais ou menos isso.

Porém, pensando em minha jornada no Scrum, vejo o quanto nós conseguimos complicar algo tão simples… Veja algumas das coisas que costumo ver e ouvir:

  • O planning é lento.
  • O planning é chato.
  • Não temos estórias para planejar.
  • O time não está todo aqui.
  • Alguém vai se atrasar.
  • É realmente necessário pensar sobre os cenários de testes?
  • Não podemos fazer o planning outra hora?
  • Pra que planejar?

Eu costumo dizer para um colega que nós somos muito ruins no que fazemos. Provavelmente estou certo.

E você, o que tem feito no planning que lhe envergonha?

Valeu.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s